Dra Julia Broetto, Cirurgião Plástico em Maravilha, Av. Sul Brasil, 583 - Conj. 306 - Centro, Maravilha/SC - Fone: (49) 3025-3108
Novidades
Capa >> Contorno Corporal >> Ninfoplastia >> As novas tendências da Cirurgia Plástica: Cirurgia Íntima, Gluteoplastia e Enxerto de Gordura

As novas tendências da Cirurgia Plástica: Cirurgia Íntima, Gluteoplastia e Enxerto de Gordura

A coisa mais “quente” na cirurgia plástica talvez não seja retirar gordura, mas adicioná-la.

Um novo remédio criado para eliminar o queixo duplo das pessoas chamou atenção da mídia recentemente, mas cirurgiões plásticos dizem que as principais tendências da área dizem respeito a outras partes do corpo.

Enquanto o foco nas últimas semanas foi o Kybella – uma injeção que promete destruir células de gordura abaixo do queixo recentemente aprovada pela Food Drug Administration (EUA) – profissionais consultados pela TIME dizem que as mulheres estão focando em três objetivos: glúteos maiores, lábios genitais menores e um rosto mais suave e recheado.

queixo1A Lipoaspiração e a mamoplastia de aumento continuam sendo os procedimentos mais realizados, mas cirurgiões plásticos dizem que mudanças culturais e avanços na ciência aumentaram a popularidade de cirurgias plásticas menos conhecidas.

O maior aumento em 2014 foi a gluteoplastia de aumento, que aumento 86% em comparação com o ano anterior, segundo dados da American Society for Aesthetic Plastic Surgery (ASAPS). Foram 21.446 procedimentos do tipo, de acordo com dados coletados em questionários respondidos por 786 cirurgiões plásticos, otorringolarogista e dermatologistas. O Dr. Michael Edwards, presidente da ASAPS, afirma que o aumento tem relação com a exposição de celebridades como Kim Kardashian, mas o cirurgião plástico prevê que esta é mais uma tendência passageira do que algo a longo termo.

Talvez mais surpreendente seja o aumento de 49% no último ano de cirurgias plásticas íntimas, um procedimento que reduz o tamanho ou reconstrói os lábios inferiores da genitália feminina. Os mesmos dados coletados mostram que em 2014 foram 7.535 cirurgias plásticas do tipo, um aumento que o Dr. Edwards credita ao maior conhecimento de que a técnica estava disponível. O presidente da ASAPS também afirma que as mulheres podem ter consciência de que sua lábia é grande e pode aparecer quando estiver usando um biquíni ou então que reduzi-la pode diminuir o desconforto na prática de exercícios físicos. Algumas mulheres podem se sentir “devastadas” com o tamanho da lábia, mas quando elas desejam apenas “pequenos reparos”, o Dr. Edwards afirma que tenta demovê-las da idéia.

Apesar de todo o burburinho criado com a aprovação do FDA da injeção que promete destruir células de gordura embaixo do queixo, cirurgiões plásticos acreditam que no futuro a principal tendência será colocar gordura a certas partes do corpo. Conforme as pessoas envelhecem, elas perdem volume na face e adicionar um pouco de gordura, combinado ou não com um facelift, será um procedimento popular de acordo com o Dr. Edwin Willians, presidente eleito da American Academy of Plastic and Reconstructive Surgery. Os médicos estão começando a compreender como o processo, chamado de enxerto de gordura ou restauração volumétrica, funciona. O que os médicos estão entendendo é como o enxerto de gordura reorganiza as fibras elásticas abaixo da pele e fazem o paciente ter uma aparência rejuvenescida.

Independentemente da cirurgia plástica, é certo que os americanos (e os brasileiros também, afinal o país é vanguarda e líder mundial em procedimentos cirúrgicos) não se cansam de cirurgia plástica.

Dra Julia Broetto

Cirurgiã Plástica

CRM/SC 20440 RQE 11729

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


4 − = três

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Dra Julia Broetto, Cirurgião Plástico em Maravilha, Av. Sul Brasil, 583 - Conj. 306 - Centro, Maravilha/SC - Fone: (49) 3025-3108